Ficou sabendo? Seleção livre do 7 x 1, e adeus emocionado de Dani Alves

CBF muda datas e horários de quatro rodadas; Guga no Hall da Fama do tênis

Por Josemar 04/06/2016 - 07:21 hs

Se nenhuma lesão voltar a perturbar a preparação da seleção brasileira, o pontapé inicial da partida do próximo sábado, contra o Equador, na estreia da Copa América Centenário, vai marcar uma ruptura histórica na trajetória dessa equipe. Pela primeira vez, nenhum titular do 7x1 para a Alemanha será escalado desde o início do jogo.

Antes mesmo de Luiz Gustavo pedir dispensa por problemas pessoais, na manhã desta quinta-feira, Dunga havia deixado claro, no treino de quarta-feira, que Casemiro será titular no lugar dele, último remanescente daquele vexame histórico. O volante do Real Madrid, destaque no título da Liga dos Campeões, desembarcou nos EUA e assumiu a posição.

Depois da fatídica semifinal da Copa do Mundo de 2014, no Mineirão, o Brasil entrou em campo 24 vezes: uma com Felipão, na decisão do terceiro lugar, e as demais com Dunga. Sempre houve pelo menos um titular que também havia começado diante da Alemanha.

Dessa vez, a lista de convocados para a Copa América já indicou uma ruptura maior com aquela equipe. Jogadores que até então eram frequentemente lembrados, como David Luiz, Fernandinho e Oscar, ficaram fora. Não foi por acaso. Uma das medidas da CBF para tentar retomar os bons resultados é justamente promover uma reformulação mais profunda.

Os únicos quatro no atual grupo que disputaram o último Mundial são Daniel Alves, Willian e Hulk, reservas naquela semifinal, e Luiz Gustavo, que foi titular, e agora ficaria no banco.

No próximo sábado, Dunga deverá escalar Alisson, Daniel Alves, Gil, Miranda e Filipe Luís; Casemiro; Elias, Renato Augusto, Philippe Coutinho e Willian; Jonas.

Há pouco menos de dois anos, no 7x1, começaram Júlio Cesar, Maicon, Dante, David Luiz e Marcelo; Luiz Gustavo, Fernandinho, Oscar, Hulk e Bernard; Fred.

Aos poucos, Dunga retoma um aspecto de sua primeira passagem pela Seleção. Em vez de tentar formar um time com medalhões, ele espera criar um conjunto forte com jogadores de menos renome, para depois inserir no coletivo aqueles que estiverem dispostos a se sacrificar em prol do bom desempenho geral.

Brasil e Equador se enfrentarão no sábado, às 23h (horário de Brasília), com transmissão da TV Globo, do SporTV e do GloboEsporte.com, que também vai acompanhar em Tempo Real.

Filipe Luís e Casemiro no treino da seleção brasileira (Foto: Lucas Figueiredo / MoWA Press)Filipe Luís e Casemiro entrarão na Seleção: ambos nem foram convocados em 14 (Foto: Lucas Figueiredo / MoWA Press)