Após 1º dia difícil, Enem 2016 aplica neste domingo o último dia de provas

Portões fecham às 13h do horário de Brasília, e candidatos terão cinco horas e meia para responder a questões de matemática e linguagens, e fazer a redação.

Por Josemar 06/11/2016 - 09:25 hs

Depois de um primeiro dia de provas tranquilo, mas com alta exigência de conhecimentos em física e química, e maior ênfase em sociologia e filosofia, a edição 2016 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) aplica neste domingo (6) o segundo e último dia provas. Desta vez, os candidatos terão cinco horas e meia para responder a 45 perguntas de matemática, 45 questões de linguagens e a prova de redação.

Regras e horários

No segundo dia do Enem, as mesmas regras do primeiro continuam valendo. O edital do Enem permite que os participantes levem comida e bebida para a sala de provas. É possível que o candidato leve garrafa d'água e lanches leves. O candidato pode levar potes de comida transparentes.

Veja se você está com tudo pronto para as provas na lista abaixo:

  • Pode levar bebidas e comidas.
  • Não pode ir de boné e/ou de óculos escuros.
  • Não pode levar smartphones e tablets.
  • Na folha de respostas, só use caneta transparente preta.
  • Leve RG original.
  • Não é obrigatório imprimir cartão de confirmação, mas o Inep recomenda levar cartão impresso, para ver detalhes sobre local de provas.

Os portões serão novamente fechados às 13h do horário oficial de Brasília. Para evitar perder a prova por causa dos fusos horários do Brasil. Veja abaixo os horários locais de fechamento dos portões no seu estado:

FECHAMENTO DOS PORTÕES ÀS 13H (HORA LOCAL):

  • Distrito Federal
  • Espírito Santo
  • Goiás
  • Minas Gerais
  • Paraná
  • Rio de Janeiro
  • Rio Grande do Sul
  • Santa Catarina
  • São Paulo

FECHAMENTO DOS PORTÕES ÀS 12H (HORA LOCAL):

  • Alagoas
  • Amapá
  • Bahia
  • Ceará
  • Maranhão
  • Mato Grosso*
  • Mato Grosso do Sul*
  • Pará
  • Paraíba
  • Pernambuco
  • Piauí
  • Rio Grande do Norte
  • Sergipe
  • Tocantins

*Atenção: como Mato Grosso e Mato Grosso do Sul já estão uma hora atrás do Distrito Federal, esses estados continuam com a diferença do fuso horário. Lá, portanto, o horário local de fechamento dos portões do Enem é 12h.

FECHAMENTO DOS PORTÕES ÀS 11H (HORA LOCAL):

  • Amazonas
  • Rondônia
  • Roraima

FECHAMENTO DOS PORTÕES ÀS 10H (HORA LOCAL):

  • Acre

Cobertura do G1

Mais uma vez, o G1 terá uma cobertura especial para as provas. Pela manhã, a cobertura em tempo real trará informações, fotos e vídeos da entrada dos candidatos nos locais de prova. Repórteres espalhados nos locais de provas de todos os estados e do Distrito Federal vão trazer desde cedo as expectativas dos candidatos antes e a opinião deles na saída do Enem.

Programa ao vivo
Após o fim das provas, no sábado e no domingo, o G1 dará início a um programa em vídeo ao vivo com professores do Sistema de Ensino COC. Direto do estúdio do G1 em São Paulo, eles comentarão os níveis de dificuldade das provas, o tema da redação e os pontos mais polêmicos que caíram no Enem. No sábado, as provas serão de ciências humanas e ciência da natureza. No domingo, o Enem terá provas de linguagens, matemática e redação.

Candidatos que fizeram a prova poderão participar do programa enviando perguntas e comentários pela página da cobertura completa do Enem no G1.

Resolução das questões
O G1 trará ainda a resolução das 90 questões objetivas de domingo preparadas pelos professores do Sistema COC. O gabarito oficial do Enem será divulgado pelo MEC até quarta-feira (9).

Estúdio do G1 terá professores para comentar ao vivo as questões do Enem 2016 (Foto: G1 )

  Estúdio do G1 terá professores para comentar ao vivo as questões  do Enem 2016 (Foto: G1 )

Primeiro dia

Neste sábado, 405 locais de prova tiveram o Enem adiado para 3 e 4 de dezembro. O adiamento afeta 271.033 candidatos. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) incluiu novos locais afetados durante manhã e enviou SMS para os inscritos informando o adiamento da prova. Durante o dia, o movimento foi tranquilo na maior parte dos locais de prova e, segundo o Inep, nos locais que tiveram o Enem adiado, fiscais estavam presentes para orientar os candidatos que não receberam o aviso da transferência de data das provas.

No Distrito Federal e no Pará, entretanto, duas instituições divulgadas como afetadas pelo adiamento tiveram prova aplicada. O Inep reconheceu o equívoco no envio das mensagens e garantiu que quem perdeu o exame poderá realiza-lo nos dias 3 e 4 de dezembro, Em Minas Gerais, uma estudante Gabrielle Laís Kothe, que viajou cerca de mil quilômetros para fazer a prova, mas recebeu a notificação quando já estava no local.

Nem a confusão judicial sobre o Enem nem a maratona de provas impediram que candidatos com deficiência superassem as dificuldades e fizessem a prova do sábado. Leia histórias como a de Roberta da Silva Lima, de 25 anos, que não tem as duas pernas e o braço esquerdo, participou pela 3ª vez do Enem neste ano, em em Presidente Prudente (SP). Acompanhada de familiares, a estudante utilizou uma cadeira de rodas para fazer a prova.

A deficiente física Roberta da Silva Lima participa do Enem em Presidente Prudente (Foto: Heloise Hamada/G1)

Prova difícil

Os professores consideraram difícil a prova do primeiro dia. Entre os temas que apareceram nas questões de ciências humanas estão Hamlet, Descartes crise dos refugiados e a xenofobia na Hungria, a evolução da vida no campo, o apartheid na África do Sul e a escritora brasileira Ana Cristina Cesar; em ciências da natureza, a composição do spray de pimenta, a cosmologia de Platão, diabetes e fezes de cachorro apareceram nas questões.

Memes zombando de candidatos atrasados ganharam requintes de crueldade no Twitter neste sábado (Foto: Vivian Reis/G1 / Reprodução/Twitter)

Zoeira nas redes

Como sempre, o Enem foi um dos tópicos mais comentados no Twitter durante todo o sábado. Internautas usaram hashtags para dar 'dicas' de última hora para a prova e fazer piada sobre candidatos atrasados. Estudantes que fizeram o Enem usaram a rede para extravazar e brincar com os temas que caíram nas provas. Veja os principais memes

Mas também houve quem tentou emplacar denúncias falsas sobre possíveis fraudes relacionados ao vazamento do Enem. No Facebook, uma página publicou o que seria uma transmissão ao vivo da prova em uma universidade em Minas Gerais. A prova filmada, no entanto, era do ano passado. Em nota, o Inep confirmou que a prova é do Enem 2015.