Na briga particular com Vettel, Hamilton leva a melhor e conquista pole na China

Inglês da Mercedes largará na primeira posição do grid pela 63ª vez na carreira. Após liderar grande parte da sessão classificatória, Ferrari fica com 2º e 4º lugares. Felipe Massa sairá em 6º com a Williams

Por Josemar 08/04/2017 - 09:44 hs

Após liderar o Q1 e o Q2, a Ferrari parecia ser a grande favorita para conquistar o primeiro lugar no grid do GP da China. Lewis Hamilton, entretanto, resolveu guardar uma carta na manga para o Q3 e mostrou o porquê de ser considerado um dos grandes pilotos da atualidade. O inglês da Mercedes fez a melhor marca do dia com 1m31s678, e chegou a 63ª pole position na carreira, apenas duas atrás do ídolo Ayrton Senna. Com Sebastian Vettel em segundo, o Top 5 foi completado pela dupla finlandesa Valtteri Bottas e Kimi Raikkonen, seguidos do australiano Daniel Ricciardo. O brasileiro Felipe Massa foi o sexto, superando o companheiro de equipe Lance Stroll, que fechou o treino classificatório em décimo.

Q1 / 20 pilotos / 18 minutos

Com pneus macios, Vettel tratou de marcar o melhor tempo do Q1 com 1m33s078, seguido por Lewis Hamilton com supermacios, 0s255 mais lento. Seguiram-se Raikkonen, também com o mesmo tipo de pneus do companheiro de Ferrari, e Bottas com a Mercedes em quarto. Max Verstappen foi o destaque negativo da primeira parte do treino classificatório. Chamado para uma pesagem durante a sessão, o holandês da RBR voltou à pista pressionado, não fez uma boa volta e depois acabou prejudicado pela batida da Sauber de Antonio Giovinazzi, ficando fora do Q2.

Eliminados no Q1:

16º - Stoffel Vandoorne (McLaren)
17º - Romain Grosjean (Haas)
18º - Jolyon Palmer (Renault)
19º - Max Verstappen (RBR)
20º - Esteban Ocon (Force India)

Q2 / 15 pilotos / 15 minutos

Com todos os pilotos calçando pneus supermacios, Raikkonen tirou o primeiro lugar de Vettel no finalzinho, marcando 1m32s181, 0s210 à frente do tetracampeão. Na sequência veio a dupla da Mercedes, com Hamilton em terceiro e Bottas em quarto. Superado por Stroll no Q1, Massa foi o sétimo, deixando o companheiro de equipe em décimo. Destaque positivo para Nico Hulkenberg, que colocou a Renault em uma ótima sexta colocação.

Eliminados no Q2:

11º - Carlos Sainz (STR)
12º - Kevin Magnussen (Haas)
13º - Fernando Alonso (McLaren)
14º - Marcus Ericsson (Sauber)
15º - Antonio Giovinazzi (Sauber)

Q3 / 10 pilotos / 12 minutos

A Ferrari liderou o Q1 e o Q2, mas foi Hamilton que marcou o melhor tempo do dia. O inglês conquistou a pole position com a marca de 1m31s678, seguido por Vettel, repetindo a primeira fila do GP da Austrália. Bottas foi o terceiro, apenas um milésimo de segundo atrás do alemão da Ferrari, seguido por Raikkonen na quarta colocação. Massa superou Hulkenberg no final e garantiu o sexto posto no grid para o GP da China.

Romain Grosjean e Jolyon Palmer foram punidos pela FIA por terem ignorado as bandeiras amarelas acionadas na pista após o acidente de Antonio Giovinazzi, ainda no Q1. Os dois receberam uma punição de cinco posições, com isso Max Verstappen e Esteban Ocon sobem duas posições cada, com o holandês largando em 17º e o francês em 18º.