Fla peca nas finalizações, Vasco para na trave, e clássico termina sem gols no Maracanã

Paquetá e Vizeu perdem ótimas chances, Nenê quase marca, e distância dos times segue igual na tabela

Por Josemar 28/10/2017 - 23:10 hs

NADA DE BOLA NA REDE

Uma chance clara de Paquetá no primeiro tempo, e outra mais cristalina ainda de Vizeu no segundo. O Flamengo criou mais, mas não conseguiu o gol no clássico deste sábado no Maracanã. O Vasco, que teve 10% de torcedores no estádio e um jogador a menos nos últimos 10 minutos após a saída de Ramon por lesão, parou na trave com Nenê. Com o resultado, o Flamengo mantém o sétimo lugar, agora com 47 pontos. O Vasco fica em oitavo com 44, mas pode perder posições. (Confira a classificação)

PÚBLICO E RENDA

24.800 presentes, 20.571 pagantes e renda de R$ 739.775,00

PRÓXIMOS JOGOS

O próximo compromisso do Flamengo é diante do Grêmio, no outro domingo, em Porto Alegre. Já o Vasco tem pela frente o Vitória, na mesma data, no Maracanã. 

FESTIVAL DE PASSES ERRADOS NO PRIMEIRO TEMPO

Uma primeira etapa com muitos erros de passe (35 no total), carrinhos e pouca criatividade. O Flamengo foi melhor nos primeiros 45 minutos, criou um pouco mais, mas Paquetá e Everton Ribeiro, dentro da área, não capricharam o suficiente nas finalizações. Pelo lado rubro-negro, destaque para a zaga formada por Juan e Rhodolfo.


O Vasco teve dificuldades de entrar na defesa, e foi Rhodolfo quem evitou uma chance clara criada por Madson, a melhor oportunidade do cruz-maltino até então. Nenê tentou levar o time para frente, mas sempre quando pegava na bola encontrava companheiros muito atrás.  

VINICIUS MELHORA O FLA; VASCO PARA NA TRAVE

 A estratégia do Vasco em procurar mais os contra-ataques não surtia efeito porque o time continuava a demorar muito a sair da defesa. O Flamengo, que chegava bem até a intermediária, sofria com as atuações apagadas de Diego e Éverton Ribeiro. E o time cruz-maltino só não abriu o placar com Nenê porque o chute torto - que desviou no peito de Juan - parou na trave.

Vinicius Junior e Vizeu no Fla, e Gilberto e Caio Monteiro no Vasco, foram as alternativas dos treinadores em busca da vitória. O Fla melhorou de imediato, e só não marcou porque Vizeu perdeu chance claríssima em cabeçada, sozinho, na frente de Martín Silva. O Vasco sofreu até o fim, principalmente após a lesão de Ramon, que deixou o campo machucado após as três substituições realizadas. O time segurou 10 minutos com um jogador a menos.  

O LANCE POLÊMICO DO JOGO

No segundo tempo, os jogadores do Flamengo pediram bola na mão de Mateus Vital, que deu um carrinho e a bola bateu no braço, que estava atrás do corpo. Ricardo Marques Ribeiro conversou com o assistente da linha de fundo, e assinalou escanteiPARA VARIAR, MAIS VIOLÊNCIA

Antes do início do clássico no Maracanã, 77 torcedores - seis deles menores de idade -, ligados à torcida organizada Força Jovem do Vasco, foram detidos e levados em dois ônibus ao Jecrim, que fica na área interna do estádio. Entre os presos está o presidente da organizada, Sávio Agra Sássi.

 Com eles, foram encontrados pedaços de pau, soco inglês, protetores bucais e fogos, confirmando o plano de emboscada contra a torcida do Flamengo. Tudo acabou apreendido pela Polícia Militar.

Antes, outros torcedores dos dois times entraram em conflito em local afastado do Maracanã. Na Avenida Brasil, altura de Vigário Geral, membros de organizadas se enfrentaram, com direito a bombas e tiros.