Com emoção! Flamengo sai atrás, mas vira no fim e consegue vantagem no Maracanã

Téo Gutiérrez abriu o placar para o Junior Barranquilla no primeiro tempo. Juan e Felipe Vizeu, com um golaço de direita, depois do intervalo, viraram para os donos da casa

Por Josemar 24/11/2017 - 07:45 hs

RESUMÃO

o jogo

Não faltou emoção. Na verdade, faltou futebol, mas emoção teve de sobra. Teve goleiro lesionado, falha, técnico confuso... No fim, teve o Flamengo vencendo o Junior Barranquilla por 2 a 1, de virada, com gols de Juan e Felipe Vizeu. Com a vitória no Maracanã, o Rubro-Negro tem a vantagem do empate na partida de volta da semifinal da Copa Sul-Americana, em Barranquilla, na semana que vem. 


VANTAGEM

Com a vitória por 2 a 1 em casa, o Flamengo tem a vantagem do empate no jogo de volta da semifinal da Sul-Americana. A partida decisiva será disputada na próxima quinta-feira, às 22h15 (de Brasília), no estádio Metropolitano, em Barranquilla, na Colômbia. 


FORA DOS PLANOS

A partida de ida da semifinal não começou como o Flamengo esperava - longe disso, inclusive. O Rubro-Negro perdeu o goleiro Diego Alves, com uma fratura na clavícula, e só 54 segundos depois, aos 20 do primeiro tempo, sofreu o gol de Téo Gutierrez no primeiro lance de Muralha em campo. O time, nitidamente, sentiu. Se antes tentava pressionar com toque de bola, passou a só cruzar para a área do Junior Barranquilla. Sem sucesso. No intervalo, ouviu vaias.

DE VOLTA AO CONTROLE, MAS COM EMOÇÃO

Levar um gol no começo e perder um de seus principais jogadores (o goleiro Diego Alves) certamente não estava nos planos do Flamengo. No segundo tempo, portanto, foi preciso retomar o controle psicológico da partida para conseguir buscar o resultado. E conseguiu. O Rubro-Negro, mesmo sem jogar bem e abusando de bolas na área adversária, conseguiu virar. Primeiro, Juan, de cabeça, empatou. Pouco tempo depois, um golaço: o canhoto Vizeu recebeu de Arão dentro da área e acertou um lindo chute de direita, sem dominar. 

PREOCUPA

O goleiro Diego Alves deixou o gramado aos 19 minutos do primeiro tempo, após choque feio com González. O camisa 1 rubro-negro saiu do gol para tentar impedir a finalização adversária e levou a pior: tem suspeita de fratura na clavícula, perto do ombro direito. Ele passará por exames, mas deve desfalcar o Flamengo nos próximos jogos.

QUE PASA, PROFE?

Quando o Flamengo ainda perdia, o técnico Reinaldo Rueda parecia nervoso. Aos 30 minutos, de acordo com informação do repórter Eric Faria, o colombiano mandou o garoto Lincoln aquecer, mas já tinha feito as três alterações e foi avisado pelo próprio atacante disso.