Embora preso, o ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) já prepara nos bastidores um nome para tentar ocupar a vaga dele na Câmara nas eleições do próximo ano a filha, a publicitária Danielle Dytz da Cunha.
Segundo interlocutores de Cunha, desde que foi cassado e em seguida preso ele passou a cogitar a ideia de lançar o nome da filha para disputar a eleição proporcional.

Amigos do ex-presidente da Câmara já começam a observar a desenvoltura de Danielle nas redes sociais, adotando uma postura semelhante à do pai.

Em 2015, quando Eduardo Cunha ganhou a disputa pelo comando da Câmara, Danielle passou a circular pelos corredores da Casa e ganhou algumas contas de deputados para fazer assessoria e divulgação dos mandatos. Mas com a derrocada de Cunha, a publicitária perdeu as contas.