Coreia do Norte anuncia reabertura de linha de comunicação com Seul

Pyongyang voltará a utilizar linha telefônica intercoreana a partir desta quarta-feira (3). Países ensaiam reaproximação e negociam encontro em área desmilitarizada.

Por Josemar 03/01/2018 - 06:13 hs

O regime da Coreia do Norte anunciou nesta quarta-feira (3) a reabertura das linhas de comunicação com a Coreia do Sul, como parte da vontade de retomar o diálogo expressado por seu líder, Kim Jong-un, em sua mensagem de Ano Novo.

Segundo a rádio estatal da Coreia do Norte, a linha telefônica intercoreana seria reativada a partir das 15h (horário local, 4h30 de Brasília).

O anúncio ocorre um dia após a proposta de Seul para que houvesse uma reunião de alto nível na próxima terça-feira (9), para tratar da possível participação de Pyongyang nos Jogos Olímpicos de Inverno de PyeongChang.

A Coreia do Sul sempre defendeu que a participação da Coreia do Norte nos Jogos ajudaria a aliviar a tensão entre os dois países. Caso o encontro aconteça, seria o primeiro contato deste tipo em mais de dois anos entre as duas Coreias.

Os canais de comunicação habituais entre os dois países não estavam operando desde fevereiro de 2016, quando a Coreia do Norte cancelou em protesto pela decisão de Seul de fechar o complexo industrial intercoreano de Kaesong.

Reaproximação

O aceno à Coreia do Sul marca uma mudança de tom, após um ano de retórica particularmente agressiva da Coreia do Norte. Segundo a BBC, no mês passado, o presidente sul-coreano Moon Jae-in sugeriu adiar um treinamento militar anual conjunto com tropas norte-americanas até o final dos Jogos de Inverno.

A Coreia do Norte costuma classificar esses treinamentos como exercícios de preparação para a guerra. "A participação da Coreia do Norte nos Jogos Olímpicos de Inverno será uma boa oportunidade para mostrar união e desejamos que os jogos sejam um sucesso", disse Kim Jong-un em seu discurso de Ano Novo.

"Autoridades das duas Coreias devem se reunir urgentemente para discutir essa possibilidade", acrescentou.

Os dois únicos atletas norte-coreanos qualificados para disputar os jogos são os patinadores Ryom Tae-Ok e Kim Ju-Sik.

A Coreia do Norte perdeu o prazo oficial para a confirmar a participação de uma delegação, mas os dois ainda poderiam competir a convite do Comitê Olímpico Internacional.

O presidente dos Jogos de PyeongChang, Lee Hee-beom, disse à agência sul-coreana de notícias Yonhap que estava satisfeito em saber da disposição da Coreia do Norte em participar do campeonato. "O comitê recebe entusiasticamente (a notícia). É como um presente de Ano Novo", disse.