Governo do AM diz que jovem que contraiu raiva humana está curado; Ministério da Saúde não confirma

Com isso, Mateus seria segundo paciente no Brasil e quarto no mundo a sobreviver à doença.

Por Josemar 10/01/2018 - 08:00 hs

O adolescente de 14 anos que contraiu raiva humana em novembro de 2017 já é considerado curado. É o que afirma a Secretaria de Saúde do Amazonas (Susam). Mateus Castro saiu da Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) da Fundação de Medicina Tropical (FMT). A Susam afirma que ele é a quarta pessoa a sobreviver à doença em todo o mundo, e a segunda no Brasil - o Ministério da Saúde ainda não confirmou a informação.

Dois irmãos de Mateus morreram em decorrência de raiva humana no ano passado. Os três contraíram a doença após ataque de morcegos na Zona Rural de Barcelos, município a 401 Km de Manaus.

Segundo o infectologista Antônio Magela, da FMT, a diferença de Mateus para os irmãos pode ter sido a internação precoce, logo após o aparecimento dos primeiros sintomas.

Mateus vai continuar em tratamento por pelo menos mais quatro meses. Ele terá uma equipe multidisciplinar de reabilitação para tratar as sequelas motoras e na fala. O adolescente foi submetido ao protocolo de Milwaukee, indicado pelo Ministério da Saúde (MS), com uso dos medicamentos Biopterina e Amantadina.

O jovem deu entrada na FMT no dia 2 de dezembro com sintomas de febre e formigamento nas mãos.